Our bodies are given life from the midst of nothingness. Existing where there is nothing is the meaning of the phrase, "form is emptiness." That all things are provided for by nothingness is the meaning of the phrase, "Emptiness is form." One should not think that these are two separate things.
Qui Mariam absolvisti
Press F11 for full screen mode
1.0.1: 2 dei: 11 anos: capitulo 19

eu versão 1.01

__________________________________________________________________________________________________________________
http://snowce.tumblr.com http://inscriesblogspot.com http://comicartappreciation.tumblr.com http://grantbridgestreet.tumblr.com http://satangelica.tumblr.com http://blogue-job.blogspot.com http://artic-bar.blogspot.com http://corpestranhoblogspot.com http://escreve-com-sentimentos.blogspot.com http://.cante.chaoblogspot.com http://habitoescarlate.blogspot.com http://lysavetablogspot.com http://aidamonteiro.blogspot.com http://gotikkablogspot.com http://witch-contemplativa.blogspot.com/ http://pornoagrafia.blogspot.com http://terrasdegoreblogspot.com/ http://espaco-da-mariablogspot.com/ http://gothland666.blogspot.com/ http://vertigens1.blogspot.com/ http://pas-s-agesspot.com/ http://comaluzacesaspot.com/ http://aantecamaradaloucuraspot.com/ http://inconfidenciasdamariazinhaspot.com/ http://casadeosso.blogspot.com/ http://un-dress.blogspot.com/ http://anaabrunhosa.blogspot.com/ http://tradital.blogspot.com http://ponyxpress.wordpress.com/ http://dirty--vegas.blogspot.com/ http://sexosemnexopt.blogspot.com/ http://voosdeumanjonegro.blogspot.com/ http://sapatodecristal.blogspot.com/ http://veludosangue.blogspot.com/ http://ask-im.blogspot.com/ http://le-droit-d-aimer.blogspot.com http://voyeurdeblogs.blogspot.com/ http://elaelaela.blogspot.com/ http://mulholland-drive.blog-city.com/ http://polegarverde.blogspot.com/ http://umvoodeseda.blogspot.com/ http://bookofsorrow.blogspot.com/ http://artital.blogspot.com/ http://mariavaicomasostras.blogspot.com/ http://musgu.blogspot.com/ http://anapaulasenabelo.blogspot.com/ http://funfurde.blogspot.com/ http://pinknotdead.blox.pl/html http://choosearoyal.blogspot.com/ http://coisasqvoam.blogspot.com/ http://souputaegosto.blogspot.com/ www.myspace.com/backstageslutz http://www.aperfectcircle.com/ http://www.controverscial.com/Invocation http://www.pussycalor.com
__________________________________________________________________________________________________________________

20080404

2 dei: 11 anos: capitulo 19


A geometria era como desenhar (com outra forma) números - números com volume - e os números eram desenhos de nada.

Hoje, a minha sobrinha C. que alguns se calhar já ouviram falar de posts anteriores, fez 11 anos. Eu não tinha ainda celebrado o meu aniversário com a família e por isso foi dia também de ter uma prenda pelos meus 37 anos. A minha irmã deu-me um livro. Abri-o e fascinou-me tanto como me irritou. Irritou porque estava excelentemente escrito por um vivo mais ou menos da minha idade e isso despertou-me inveja. Mas também me irritou porque eram sobretudo jogos de palavras. Brilhantes, mas jogos de palavras. E eu sei que por detrás de jogos de palavras aparentemente lúdicos ou puramente eruditos se podem esconder as mais manhosas filosofias de "vida". A minha irritação dissipou-se e passou a admiração mais pura e a um interesse desinteressado, quando li o capitulo 19.

A realidade desaparece no momento em que um pressentimento avança [...] sente-se aí que a realidade é uma coisa suja, que os líquidos mais puros podem ter tubarões, um copo de água pode ter um tubarão. Não deves prever tudo até ao último dia. A surpresa é um direito dos vivos. Há lobos suaves, conheces animais hipócritas que tem um pêlo suave. A indústria entra pela tua cadeira privada e a fábrica inteira está debaixo da tua cadeira privada. É a industria que produz o rídiculo, nunca te esqueças. Tornas-te um homem sozinho porque as coisas industriais passeiam por todo o lado. A ternura dos lobos é uma estratégia. O Mundo avança atrás de um coxo. A cidade avança atrás de um coxo. Os homens passeiam impacientemente em redor do ferreiro que faz a lamina para o seu suicídio. [...] Os olhos estão ocupados a ser vistos. Ninguém selecciona, num catálogo, as cidades para o exército invadir. Uma família não tem influência nas alterações de fronteiras entre países. O país existe sem a opinião das famílias, avança como se tivesse pernas. Não há dinheiro público: o que é isso de dinheiro colectivo?


A realidade é uma coisa suja e desaparece no momento em que um pressentimento avança. Preciso, exacto, correcto. Ele não fazia jogos de palavras nos primeiros capítulos: introduzia um estilo discursivo, abria um campo linguístico.

Não invejamos aquilo que é bom. Invejamos o que não presta e se anuncia como óptimo. A inveja não existe: é desconfiança e irritação com aquilo que mata e apodrece quando anuncia dar vida eterna.

Existem livros de normas. E certos poemas, quando lidos ao contrário, podem revelar-se como excelentes indicações para a construção de máquinas.


In "A perna esquerda de Paris seguido de Roland Barthes e Robert Musil" por Gonçalo M. Tavares

3 Comments:

Blogger NARNIA said...

Zerinhos a inveja é uma coisa feia :)
De facto ha quem escreva e consiga abordar de forma abrangente e aprofundada uma grande variedade de questões, contribuindo com um largo corpo teorico conceptual e prático no dominio do saber.
Outros usam a ironia para encapar uma angustia e uma aceitação de algo inevitável, um jogo de palavras para esconder a inteligência de um discurso muito mais profundo, caustico...
Outros há em que a construção de textos pertuba as "visceras" e o pensamento é a memória dos argumentos, e a maquina das palavras é a realidade.

(pronto isto tudo porque me apeteceu, não sei se faz sentido, mas tb não interessa nada)

BJ VERDE

Friday, April 04, 2008 11:43:00 pm  
Blogger un dress said...

como te entendo a fascinação
do dizer demais

escrever demais

ler demais estes...

excessos... :)

a mística de já não poderes escrever - para quê?! :)

e depois escrever sempre - para que

e a vontade de esquecer e agarrar-se a uma coisa qualquer em vez deste voo de

leo pardo

inconstável nas horas da vida

ai vida vida ai




~





e beijO com asAs :)

Saturday, April 05, 2008 12:26:00 am  
Anonymous Anonymous said...

Barthes.


Estudei-o na faculdade.

passei por ele.e sentei-me rente às palavras.
(A linguagem literária aumenta ainda a imerecida importância da escrita.)



Gonçalo M. tavares.

ácido.como se quer.em dias de sol.e mais ou menos amargos.



Beijo.In.sano.que brota. daqui.

Monday, April 07, 2008 5:08:00 am  

Post a Comment

<< Home