Our bodies are given life from the midst of nothingness. Existing where there is nothing is the meaning of the phrase, "form is emptiness." That all things are provided for by nothingness is the meaning of the phrase, "Emptiness is form." One should not think that these are two separate things.
Qui Mariam absolvisti
Press F11 for full screen mode
1.0.1

eu versão 1.01

__________________________________________________________________________________________________________________
http://snowce.tumblr.com http://inscriesblogspot.com http://comicartappreciation.tumblr.com http://grantbridgestreet.tumblr.com http://satangelica.tumblr.com http://blogue-job.blogspot.com http://artic-bar.blogspot.com http://corpestranhoblogspot.com http://escreve-com-sentimentos.blogspot.com http://.cante.chaoblogspot.com http://habitoescarlate.blogspot.com http://lysavetablogspot.com http://aidamonteiro.blogspot.com http://gotikkablogspot.com http://witch-contemplativa.blogspot.com/ http://pornoagrafia.blogspot.com http://terrasdegoreblogspot.com/ http://espaco-da-mariablogspot.com/ http://gothland666.blogspot.com/ http://vertigens1.blogspot.com/ http://pas-s-agesspot.com/ http://comaluzacesaspot.com/ http://aantecamaradaloucuraspot.com/ http://inconfidenciasdamariazinhaspot.com/ http://casadeosso.blogspot.com/ http://un-dress.blogspot.com/ http://anaabrunhosa.blogspot.com/ http://tradital.blogspot.com http://ponyxpress.wordpress.com/ http://dirty--vegas.blogspot.com/ http://sexosemnexopt.blogspot.com/ http://voosdeumanjonegro.blogspot.com/ http://sapatodecristal.blogspot.com/ http://veludosangue.blogspot.com/ http://ask-im.blogspot.com/ http://le-droit-d-aimer.blogspot.com http://voyeurdeblogs.blogspot.com/ http://elaelaela.blogspot.com/ http://mulholland-drive.blog-city.com/ http://polegarverde.blogspot.com/ http://umvoodeseda.blogspot.com/ http://bookofsorrow.blogspot.com/ http://artital.blogspot.com/ http://mariavaicomasostras.blogspot.com/ http://musgu.blogspot.com/ http://anapaulasenabelo.blogspot.com/ http://funfurde.blogspot.com/ http://pinknotdead.blox.pl/html http://choosearoyal.blogspot.com/ http://coisasqvoam.blogspot.com/ http://souputaegosto.blogspot.com/ www.myspace.com/backstageslutz http://www.aperfectcircle.com/ http://www.controverscial.com/Invocation http://www.pussycalor.com
__________________________________________________________________________________________________________________

20071121

Ela dá-me beijos E papas de leite Faz-me um chapeuzinho Com as nuvens do céu. Põe na minha boca A cara de seda E canta comigo Para eu não chorar.














Não chores, não chores, Com os olhos em mim. Toma mel, menininha, Eu vou dar-te beijos e papas de leite, Muitos mimos e doces para comprares por ti.
Hás-de rir pela rua Mais alto que eu A crescer sozinho.
Ela dá-me beijos E papas de leite E boas razões Para me ter nascido.























No bairro do amor cada um tem que tratar Das suas nódoas negras sentimentais























As redes são passageiras, as arquitecturas da fuga De toda a água que corre, de todo o vento que passa. Quando uma teia se rasga ergo à lua a minha taça E vejo nascer no espelho mais uma ruga. Quando o tecto se escancara e se confunde com a lua. A apontar-me o caminho melhor do que qualquer estrela, Ninguém me faz duvidar que foste sempre a mais bela. Por favor, diz-me que és alguém, de novo? Quando a janela se fecha e se transforma num ovo Ou se desfaz em estilhaços de céu azul e magenta E o meu olhar tem razões que o coração não frequenta















O meu amor ensinou-me a partir Nalguma noite triste. Quando as mãos ficam rijas e a alma se esconde E fica entrincheirada Entre o ódio e o amor. Esse curioso alambique Onde são destilados Noite e dia o choro e o riso. Deixa-me rir, Mal eu sabia Que a vida rouba os sonhos. Mal eu sabia Que o mundo nos desmama De paixões surdas, Cava na cara Sulcos secos. Mulher feita, Faz-te fêmea, Ama-te a ti mesma. O mundo espera Cheio de tudo. Come-o, feliz, sã, gloriosa, cheia. podes ser quem tu és.



Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar






Essa miúda é uma fogueira Que te acende as noites em qualquer lugar. E tu desejas arder com ela Enquanto bebes o perfume Que ela deita nos seus trapos de côr Para te embriagar. Essa miúda é um exagero, Diz que sem ti não sabe voar. E tu adoras voar com ela, E enquanto inventas espaços novos Ela vai arquitectando uma teia Para te aconchegar. Essa miúda faz-te acreditar Que o Sol é um presente Que a aurora traz Principalmente para ti. Essa miúda é uma feiticeira: Prende-te a mente e põe-se a falar, E tu bem tentas compreendê-la Mas o que sai da sua boca Não parece condizer com o que ela Te diz com o olhar.

Essa miúda faz-te acreditar Que o Sol é um presente Que a aurora traz Principalmente para ti.













Quantas vezes te odiei com medo de te amar...Vê como o Sol brilha hoje, Odeio ver-te sempre de luto. Gostava de ver o teu olhar enxuto. Ser o teu mestre só por um instante, Iluminar o teu refúgio, Aquecer-te essas mãos, Rasgar-te a máscara sufocante. Somos meros transeuntes no passeio dos prodígios. Pode ser que, por milagre, troquemos as voltas aos deuses. o Sol parece maior E há ondas de ternura em cada olhar. Quando o teu cheiro me leva às esquinas do vislumbre. E toda a verdade em ti é coisa incerta e tão vasta. Quem és tu, na imensidão do deslumbre? Por favor diz-me quem és tu, de novo?


Se alguma vez te parecer ouvir coisas sem sentido não ligues, sou eu a dizer, que quero ficar contigo e apenas obedeço com as artes que conheço ao princípio activo que rege desde o começo
e mantém o mundo vivo




Ela tem de chorar Com as dores de crescer. Que sonhos terá Nas primeiras noites Quando me chamar Pelo nome dela?


Porque nunca foi a ambição, nem a vingança, que o levou a desprezar a lei, E jamais lhe passou pela cabeça tentar alterar a Constituição. Como um poeta ele desarranja o pesadelo para lá dos limites legais, Foragido, por amor ao que é belo, e por vocação. Todos nós pagamos por tudo o que usamos, O sistema é antigo e não poupa ninguém, não. Somos todos escravos do que precisamos






















-------------------------
Texto: a partir das letras de:
O meu amor
Eram duas amigas
Disse fêmea
Essa miúda
Minha senhora da solidão
Deixa-me rir

Passeio dos Prodígios

O Bairro do Amor

Na Terra dos sonhos

Quem és tu de novo

Beijos e papas de leite
Jeremias o fora da lei
Agente vai continuar

7 Comments:

Anonymous Anonymous said...

"Somos todos escravos do que precisamos."

Viagem à Palma dos meus dedos.

Ele hoje vai voar até mim sabias?


___________/


E assim saio ao entardecer. Com a noite colada às costas.



Lindo este post.

(tens de me ensinar a ampliar as fotoGrafias )

Thursday, November 22, 2007 10:25:00 pm  
Blogger NARNIA said...

Hum... Zerinhos que BONITO
Ouvir o Jorge (adoro) e olhar para a foto que está Lindissima é um momento intimista.
Ainda me mudo para aqui :)

Thursday, November 22, 2007 10:50:00 pm  
Blogger un dress said...

ai...

e

ai...

Friday, November 23, 2007 4:02:00 am  
Blogger un dress said...

...e

a

.
.
.

i

Friday, November 23, 2007 4:03:00 am  
Blogger catarina said...

bonito, muito bonito...

e, pela primeira vez, de leitura fácil... ou não...

Saturday, November 24, 2007 5:17:00 pm  
Anonymous Anonymous said...

Essa miúda é uma fogueira.


E contra todo o fogo.


O meu fogo.

Disse João Cesar Monteiro.


E eu digo também.


Deixa arder,

que o voo rasou-me os olhos para chegar ao cume.


Adorei.


Bacio

Tuesday, November 27, 2007 3:24:00 am  
Blogger 0.03 said...

...

Pote de mel
Botão de lótus
Gruta de canela
Porta alada
Flor da lua


Rogai por nós

Tuesday, November 27, 2007 8:46:00 am  

Post a Comment

<< Home